Pular para o conteúdo principal

Postagens

Postagem em destaque

Minha primeira experiência de reunião utilizando um aplicativo de reuniões

Como estamos, ainda, em período de quarentena, devido à pandemia do COVID-19, vivenciamos e participamos semanalmente de diversas reuniões on line realizadas utilizando os aplicativos existentes. Em sua maioria são realizadas por um aplicativo da Microsoft, devido ao contrato com a Secretaria, na qual trabalho.Este aplicativo não é utilizado por todas as Secretarias da região, muito menos por todos, pois há aplicativo que funciona melhor em uma região, não funciona bem em outra, devido aos problemas recorrentes de qualidade e velocidade de conexão.Por estes motivos optei por usar aquele aplicativo, cujo tempo das reuniões é restrito a cerca de 40 minutos nos planos gratuitos.Fiz uma reunião com uma equipe de outra cidade, distante cerca de 80 quilômetros, onde a secretaria municipal utiliza o citado aplicativo.O limite de tempo já é um dificultador!O app não é muito difícil de usar, mas antes de marcar as reuniões, é importante acessar as configurações e ver certas limitações, que fic…
Postagens recentes

Canto da sereia do ensino remoto

Ouço muita gente falando maravilhas dos apps para aprendizado remoto.Vou tecer aqui, algumas críticas, vindas de alguém que atuou em sala de aula, que convive com crianças e adolescentes, que visita regularmente escolas, que possuem alunos de 11 anos incompletos até 18, 19, 20 anos. Também sou uma pessoa adulta, que está em sua terceira pós graduação na área da Educação, sendo as duas primeiras semipresenciais e a atual totalmente on line, sem aulas presenciais. Na dinâmica de curso semipresencial realizamos atividades na plataforma de aprendizagem (on line) e comparecemos uma vez a cada quinze dias, por exemplo, para assistir aulas com Professores das disciplinas estudadas no ambiente virtual de aprendizagem-AVA. Fiz duas faculdades totalmente presenciais. A primeira, há mais tempo, não havia a possibilidade de fazer semipresencial ou totalmente por educação à distância. Na segunda graduação havia a possibilidade de cursar em EAD, mas por opção fiz presencial. Era fácil? Não, não era…

Democracia participativa em 150 caracteres

Quem atua no setor público ouve há anos, décadas, expressões do tipo:orçamento participativo, escuta ativa, ouvir o povo, ouvir os servidores. Ou ainda estamos tomando tal atitude ou realizando tal projeto, porque ouvimos os envolvidos. Ou estamos descontinuando tal projeto, porque ouvimos os diversos segmentos envolvidos.
Também recebemos, por e-mail, de instituições diversas, inclusive de empresas particulares, questionários para avaliar atendimento, produtos, serviços diversos.A maioria destes questionários de “escuta” possuem questões fechadas, ou seja, com alternativas e sem espaços para outras observações por parte dos respondentes, ou seja, os servidores públicos, os diversos segmentos, os consumidores.Há aqueles, raros, onde o órgão/empresa, em um momento de bondade magnânima, coloca, entre várias questões fechadas, uma questão aberta! Questão aberta é aquela onde, em tese, poderíamos dar nossa opinião a respeito do assunto do questionário com liberdade. Eu disse que EM TESE! P…

Visão e tecnologia

Não viajo para o exterior. Não que não tenha vontade, mas com o que ganho, tenho que eleger prioridades, aliás coisa que fiz minha vida toda, pois inicialmente vivia com um salário mínimo e ainda ajudava minha família! Mesmo não tendo esta vivência de vida no exterior, viajo pelo Brasil, quando posso, pelo interior do Estado de São Paulo, em geral, em viagens à trabalho. Fico vendo as autoridades, que viajam para os Estados Unidos, Canadá, e outros países buscando inovações para implantar em terras tupiniquins! Seria muito bom, se no nosso País as condições para utilização da tecnologia, fossem as mesmas dos Países de primeiro mundo! Não vou muito longe! Moro em uma cidade, do interior, de porte médio. Tem vários provedores de internet disponíveis, bem como empresas de telefonia móvel. Vou com frequência a uma propriedade, na mesma cidade, a cerca de 20 quilômetros do centro, que também fica a cerca de outra cidade mais ou menos uns 14 quilômetros. Não fica no fim do mundo! Não fica na A…

Relato de vivências como usuária do #sus e do #iamspe

Vou fazer aqui um relato, real, sem citar lugares, mas o restante é tudo verdadeiro e vivenciado por mim há alguns anos. Não quero, que esta postagem seja entendida como vinda de um “inimigo do SUS”, não é isto. É simplesmente um relato de alguém, que vivencia situações parecidas em dois convênios.  O #SUS, pago por nós, cujas receitas (verbas) vêm dos inúmeros e pesadíssimos impostos, que pagamos diariamente ao adquirir produtos e serviços.  O #IAMSPE, que é um convênio para os servidores públicos do Estado de São Paulo, cujas receitas são oriundas de descontos em folha de pagamento, que incidem em praticamente tudo, que recebemos, não somente no nosso salário. Minha mãe, 81 anos, é usuária cadastrada no #sus. Eu, 53 anos, sou usuária, com mais regularidade, do #iamspe. Minha mãe, devido à idade, já tem uns problemas de saúde, que requerem atendimento especializado, de um neurologista, deveria também passar com regularidade em um geriatra. Regularidade aqui não é entendida como a regulari…

ATUALIZAÇÃO: A ARRECADAÇÃO CAIU. SERÁ?

Nunca fiz isto, de atualizar algo, após a postagem de uma matéria no blog, mas há alguns dias algo me chamou muito a atenção. Fizemos a postagem sobre a arrecadação de impostos e para tanto usamos informações, até então, disponíveis no muito conhecido e popular Impostômetro. Coincidência ou não, alguns dias depois da nossa postagem, voltei a acessar o Impostômetro, até porque há um banner dele neste blog, porque acredito, que o cidadão, todo ele, precisa ter conhecimento do quanto se arrecada no seu Estado, no seu município e no País, desta forma tenham, talvez, uma dimensão, do quanto PAGAMOS para o Governo, seja ele Federal, Estadual, Municipal, da quantidade ínfima de benefícios, que retornam ao cidadão. Me incluo aqui, nesta porcentagem, que tem muito pouco retorno, do muito que pago, descontado na minha folha de pagamento, e não é pouco, reduz meu salário, meu poder de compra, minha qualidade de vida!  Voltando ao acesso ao Impostômetro, verifiquei que havia um aviso no site, dizend…

Não controlamos tudo.

Não controlamos tudo. Não controlamos quase nada! O coronavirus veio escancarar isto pra todos. Governantes. Médicos. Políticos. Jovens. Velhos. Crianças. Nossa rotina diária foi mudada bruscamente. Não saímos mais para trabalhar. Muitos trabalham em casa. Incorporamos novos termos: “home office”, teletrabalho, covid-19... Muitos não sabem se ainda terão trabalho e um salário para sua subsistência e de sua família. Muitos continuam pelas ruas. Agora sem a possibilidade do dinheirinho para o café, o marmitex, a cachaça. Sem o abrigo público. Sem o banho. Sem a janta, sem a sopa do sopão noturno. As escolas silenciaram. Mas não são férias. Crianças restritas aos pequenos apartamentos, onde vivem. Sem correr, sem jogar bola na quadra, sem nadar na piscina, sem abraçar os amiguinhos, sem dormir na casa deles. Sem as festinhas de aniversário! Os idosos teimosos resistem! Resistem ao tempo! Resistem às imposições. Resistem às regras para não jogar dominó na praça. Insistem em sair. Ir ao Supermercado. S…