Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2020

João Delfiol Construções

João Delfiol Construções

RETROSPECTIVA DO BLOG

Criado com o Padlet

VELHICE E A CONSCIÊNCIA DOLOROSA DA FINITUDE DA VIDA

  Li, há alguns dias, em uma das apostilas do curso de pós, que a partir dos 40 ou 50 anos as pessoas começam a pensar na finitude da vida. Tomam mais consciência disto! Esta semana isto fez todo o sentido pra mim. Levei minha mãe ao médico. Diferente das outras consultas, perguntei à medica, se eu entrava com a mãe ou se ela entraria sozinha. A média respondeu que queria falar com ela primeiro, depois eu entraria. Sempre entrei junto, pois minha mãe tem problemas auditivos causados pela idade, assim somos os interlocutores dela, os ouvidos dela. Tudo que a médica fala, a gente repete pra ela, ainda explica algumas coisas. Também precisamos relatar como tem sido o comportamento dela, coisas que nos causam preocupação. Não entrei de imediato. Quando a médica enfim me chamou adentrei a sala, sentei ao lado da minha mãe, na cadeira vazia. Vi que ela estava enxugando as lágrimas! A médica então comentou, que achava que ela estava meio depressiva. Perguntou se ela era assim de c

Resposta à professora indelicada

  Tem gente que acha que vida de professor é fácil. Ouvia, antes mesmo de iniciar minha vida profissional, que ser professora seria muito bom. Trabalharia só meio período. Teria tempo para fazer outras coisas. Iniciei minha carreira profissional com poucas aulas. Morando em um Estado e trabalhando em outro. Atravessando um rio de balsa todos os dias. Isto eu que tenho paúra de água em grande, enorme quantidade. Tive que vencer este medo! Não foi só isso. Poucas aulas. Ganhava pouco. Precisava ajudar minha família. Pagar ônibus. Se pagasse ônibus de linha para ir e vir, claro, não me sobraria muita coisa. Dormi de favor em casa de parentes. Em uma república com pessoas, que mal conhecia, mas que foram muito generosas comigo.   Pegava caronas pra voltar pra casa e economizar dinheiro! Sorte que um amigo, cursou faculdade mais ou menos na mesma época, também professor da mesma disciplina, pegava carona comigo, assim eu me sentia mais segura. Caronas com caminhões de fazendas. Caminhõe