Pular para o conteúdo principal

Revisitando o Museu de Santo André


Fazia bastante tempo que eu não entrava no Museu de Santo André para uma visita! Durante curta estadia na cidade resolvi ir visitá-lo. Para quem não conhece, este é um museu especializado  na história do município, onde se localiza.
O Museu está localizado na rua Senador Fláquer ao lado e em frente de um dos câmpus da  Faculdade Anhanguera, onde antes funcionou o Centro Universitário de Santo André-Uni-A, há mais tempo ainda as Faculdades Senador Fláquer.
O próprio prédio do Museu se confunde com a história da cidade, pois foi o I Grupo Escolar, chamado I Grupo Escolar de São Bernardo. Foi uma longa história até, que o prédio, após deixar de ser uma escola, se tornar no museu, que guarda a história do município e sua gente.
Nesta visita estivemos em todas as salas, que se encontravam abertas à visitação.
Na primeira se encontra a exposição sobre o I Grupo Escolar, que se tornou EE JOSÉ AUGUSTO DE AZEVEDO ANTUNES, que ainda existe, porém em outro prédio, também localizado no centro da cidade. Nesta exposição tem fotos diversas com registros de professores alunos, como a tradicional foto da professora e seus alunos diante da entrada da escola ou nas escadarias. Tem também um painel  com aquela fotografia, que muitos de nós ainda têm, onde o aluno muito arrumado, de braços cruzados, sentado à mesa, também muito organizada diante de um bonito painel, que era tirada, em geral, para registrar o término do primário ou do ginasial, já que na época, concluir um dos dois níveis já era um grande feito e a grande parte da população não estudava além das primeiras séries. Há também uma interessante linha do tempo, na qual se pode entender a história da escola, história da educação e do município, que se entrelaçam.
Visitamos a exposição, que traz grafites que registram a história da ferrovia na região, pois Paranapiacaba, a Vila Inglesa, foi decisiva para o desenvolvimento do Estado, pois por ali passava a SP Railway, cujos trabalhadores e engenheiros moraram na Vila. Se quiser saber mais sobre a história de Paranapiacaba e da SP Railway, visite o link: http://www2.santoandre.sp.gov.br/index.php/paranapiacaba
Outra exposição bem interessante, trata de antigos objetos de uso diário, que, para os mais jovens e adolescentes, se torna difícil o reconhecimento e a utilidade. Como fui acompanhada por sobrinhas de doze e onze anos, elas perguntavam o que era e para que servia para mim... não que eu seja centenária, mas alguns destes objetos fizeram parte de minha infância e outros ainda existem, mas repaginados. O legal é isto, verificarmos a evolução dos objetos e  das tecnologias, que permeiam nossa história de vida.
Além das exposições o próprio Museu é um exemplar de arquitetura antiga! Um pátio amplo no seu centro, ao redor dele as salas de aula, a casa do zelador. O pátio, onde atualmente existem bancos e algumas árvores, é um local para leituras, conversas, contemplação, pois nele não entram os barulhos típicos de cidade grande e da movimentada rua, onde ele se localiza!
O Museu tem uma sala, a Sala Especial, onde qualquer cidadão, artista, artesão ou escolas, poderá realizar uma exposição, desde que faça o agendamento prévio para utilização do espaço!
Mora em Santo André, ou está pela cidade e quer conhecer:
Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa
Rua Senador Fláquer, 470 – Centro – Santo André
(11) 4427-7297 e (11) 4436-3631
E-mail: museu@santoandre.sp.gov.br
Estacionamento para visitantes: Rua Dona Gertrudes de Lima, 499 - Centro
Entrada gratuita

Algumas fotos das exposições atuais (julho/2018):

Piso hidráulico do Museu



 









INTERVENÇÃO NO PISO, QUE  MOSTRA O SÓTÃO.






























Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas sobre provas para eliminação de matérias e ENCCEJA E ENEM

Escrevi uma postagem com dicas para concurseiros de primeira viagem, mas analisando os atendimentos diários que faço no meu trabalho, pensei em escrever outro(s) texto(s) com dicas ou orientações sobre outros assuntos, pois mesmo com tanta informação disponível, as pessoas continuam sem conhecimentos básicos, que podem ajudá-las a resolver problemas simples do seu cotidiano, que vão desde onde procurar a informação, como também onde cobrar seus direitos.
Para começar esta série de textos, vou falar um pouco das provas para eliminação de matérias. As pessoas buscam muito este tipo de avaliação, na qual, desde que atinjam as médias, eliminam todo o ensino fundamental ou todo o ensino médio.
Para quem pretende eliminar o ensino fundamental - Ciclo II (antigo ginásio, 5ª a 8ª série, 6º ao 9º ano atualmente) poderá fazê-lo por meio do Encceja, que é uma avaliação de eliminação de matérias, ou seja, o candidato pode ir eliminando áreas (Linguagens e Códigos, Ciências da Natureza, Ciências Hum…

HISTÓRIA DE ANA ROSA

Você já ouviu a música sertaneja de Tião Carreiro e Carreirinho intitulada "Ana Rosa"? Se ouviu conhece a história dessa mulher. Se não ouviu, farei um resumo da história. Ana Rosa morava em Avaré, cidade próxima a Botucatu. Como muitas jovens de sua época casou-se cedo, pois havia se apaixonado por Francisco de Carvalho Bastos, mais conhecido como Chicuta, que era muito ciumento, por isso trazia a esposa sob constante vigilância. Homem dos idos de 1880, muito machista, começou a maltratar a mulher, tanto moral quanto fisicamente. Até que um dia a jovem esposa cansou de tanto sofrer, fugiu para Botucatu, refugiando-se em um cabaré de uma mulher chamada Fortunata Jesuína de Melo. Quando o marido chegou em casa e não encontrou a mulher, ficou cego de ciúmes, procurou-a por todos os lados, até que soube que ela havia fugido e para onde havia ido. Mais do que depressa ele se dirigiu para Botucatu, onde chegou e contratou José Antonio da Silva Costa, mais conhecido por Costinha, e He…

STAROUP: propagandas, história e futuro da marca

Você se lembra desta marca? Sabe de qual produto? Não?????!!!!!!
Pois bem... vou refrescar a memória daqueles que estão nos "enta", dos mais jovens que nunca ouviram esta palavra.
Quando eu era adolescente, o que não faz muito tempo, o jeans, que mais se ouvia falar, cujas propagandas eram inteligentíssimas, bem feitas, ainda por cima engajadas, eram da Staroup. 
Uma delas foi premiada internacionalmente, porque mostrava o engajamento dos jovens, que eram ousados, corajosos, lutavam contra o regime da época: a Ditadura Militar. 
Esta propaganda, famosíssima, ganhadora do Leão de Ouro em Cannes, foi pensada, pelo não menos famoso, Washington Olivetto, da Agência W. Brasil. Quer conhecê-la? Acesse e conheça!




Além deste premiado, há outros. Há o comercial abaixo, que mostra a então adolescente, Viviane Pasmanter, no papel da gordinha, que quer usar um jeans da Staroup e faz uma verdadeira maratona para conseguir alcançar seu objetivo. A qualidade do vídeo não é muito boa, porém vale…