domingo, 24 de fevereiro de 2019

Sobre a construção


Tenho algumas décadas vividas. E de muito aprendizado!
Tenho certo conhecimento, por exemplo, sobre construção. Não sou engenheira. Não sou arquiteta. Sou filha de um pedreiro. Pedreiro só, não. Construtor de casas! Sim, porque meu pai não sabia somente fazer massa, assentar tijolos. Ele sabia muito mais que isto! Ele não era como certos “profissionais”, que existem agora, que constroem paredes tortas! Que não sabem pintar uma parede direito! Que esquecem detalhes importantíssimos na construção como, por exemplo, encanamentos para coletar e escoar a água das chuvas! Ou ainda fazem pisos com ralos, que não entram água, pois o piso não tem caída!
Além dele tenho um irmão que trabalha com construção e reforma de casas, apartamentos.
Quem convive com estas pessoas na família e quem já, por mais de uma vez, acompanhou pedreiros trabalhando, desde que seja um bom observador, sempre aprende alguma coisa.
Não vou me aprofundar muito em termos técnicos, pois, como meus leitores são bem diversos, quero que todos entendam o que falo, porque falar para quem não entende, ou não quer entender... É dose!
Sei, por exemplo, que, na construção de uma casa, a tesoura não está na caixinha da costureira. As tesouras sustentam o telhado! São importantíssimas, pois elas recebem e distribuem o peso de toda estrutura do telhado. Se houver problemas no madeiramento das tesouras, pode ocorrer, por exemplo, o desabamento de todo o telhado, como vimos, não faz muito tempo, em uma construção pública.
Já que estamos falando no telhado... o nome vem de “telhas”. Temos então as tesouras e as telhas. Mas a telhas ficam distribuídas e encaixadas umas às outras sobre o quê? Quem sabe? Quem sabe? Sobre as ripas. Não, não é a ripa da costela! As ripas são  madeiras mais finas do que os caibros, mas que são pregadas sobre os caibros para então receber as... telhas!
Quando um telhado está com as ripas tortas, deformadas, aparecem as famosas goteiras!
Como sei disto? Vivenciei esta situação recentemente! A casa onde moro, nunca tinha sido reformada. O que acontecia cada vez que chovia? Aparecia uma nova goteira! Um dia andei até uma certa altura da rua onde moro, que é em aclive, e de lá vi claramente as deformidades do telhado!
Resolvemos reformá-lo. Meu irmão, auxiliado pelo meu marido, reformaram o telhado. Foram trocadas todas as telhas, porque as anteriores eram muito antigas, e parte do madeiramento. Tudo? Não. Só as ripas que estavam tortas, desta forma as telhas ficaram alinhadas e encaixadas, como deve ser.
Também sei o que são colunas! Não as sociais. Estas eu deixo para quem gosta de aparecer! As colunas, que servem para sustentar outros andares das edificações. E as sapatas? Não são as esposas dos sapatos. As sapatas, grosseiramente falando, são estruturas de ferro armado, quadradas, grandes, que são colocadas em buracos do mesmo tamanho delas e concretadas! Em alguns tipos de terrenos elas são imprescindíveis, pois se houver movimentação da terra, isto não causará trincas e rachaduras.
Agora vou esnobar... sei para que serve um nível! Sei usar um nível! Sei usar um metro! Sei usar um rolo de pintura... para pintar! Sei usar um martelo!
Vivi em meio a martelos, formões, pregos, plainas, níveis, serras, serrotes, cortadores de pisos, arcos de pua, makitas, discos de cortar pisos, e tantas outras ferramentas mais atuais ou mais antigas deste universo da construção.
Não. Não quero ser especialista! Também não sou uma tábula rasa!



Nenhum comentário:

Postagem em destaque

PONDERAÇÕES SOBRE O SERVIDOR PÚBLICO

Historicamente o funcionalismo público é vítima de críticas negativas vindas de todos os lados. Se você é leitor, não apenas de sites/blog...

Você também poderá gostar de...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...