Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Mais informações sobre o CEEJA

Olhando a lista de minhas postagens populares, verifiquei no topo da lista aquelas mais informativas, ou seja, sobre: Encceja e Enem, CEEJA, onde encontrar documentos escolares. Diante disto, pensei em escrever mais sobre o CEEJA, que é uma novidade na nossa região, mas que existe em outras cidades do Estado de São Paulo. Primeiro, o significado da sigla: Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos. Esta Escola possui uma organização diferenciada, pois a presença é flexível, o que equivale a dizer, que o aluno poderá freqüentar as aulas no período da manhã, ou da tarde, ou da noite. Mas não é todos os dias da semana, nem do mês, mas há a obrigatoriedade comparecer às avaliações parciais e finais, bem como ter o registro de, pelo menos, 1 comparecimento por mês para desenvolver as atividades previstas para cada disciplina. Quem pode cursar o CEEJA? Alunos com 18 anos completos no ato da matrícula, o que precisará ser comprovado com documentos. Isto vale para o Ensino Fundamental e o En…

Fotografia e reflexão

Sou apaixonada por fotografia. Fotografo desde minha adolescência, mas sempre fotos de família, de viagens, mas inicialmente sem pretensões artísticas, além do registrar as pessoas e a História da família. Decidi neste ano investir nesta paixão, aprender mais sobre a fotografia, porque até então vinha fotografando por instinto, sem muita técnica. Fiz um curso de mais ou menos 10 dias, pago, em uma escola especializada em cursos técnicos e livres. Aprendi algumas coisas, mas acredito que poderia ter aprendido mais se o tempo do curso tivesse sido melhor gerenciado pelo docente. Agora iniciei um curso gratuito, oferecido pela Secretaria de Cultura da cidade. Estamos tendo aulas teóricas e práticas, pois a proposta do curso é termos metade teoria, metade prática. Somos orientados, recebemos informações, em seguida somos desafiados a colocar em prática o que aprendemos. Neste sábado, 17/08, realizamos, em uma praça da cidade, uma atividade cuja proposta era fotografarmos o detalhe. A praça fi…

Simplesmente se foi...

Pensar sobre nossa vida é uma constante, pois nos preocupamos com o presente, com o futuro, com o emprego, com os filhos, com pagar as contas, com nossos pais e por aí vai. Dentre estas coisas existe uma que me intriga, me deixa inquieta desde minha infância, não sei se pelo caráter definitivo dela ou pelo mistério que envolve o após dela. Tive uma experiência com ela, quando ainda era bem criança, da qual me lembro até hoje. Foi medo, causou uma febre. Peguei certo horror em viver novas experiências relativas a ela, a morte. Durante muitos e muitos anos de minha vida, quase não tive contato com a morte de pessoas conhecidas, pessoas queridas, parentes. Isto durou até a idade adulta, pro volta dos meus trinta anos. Os primeiros a morrerem, por acidentes ou doenças, foram meu pai e seus irmãos. Todos com mais de sessenta anos, setenta, oitenta, mas mesmo assim trouxeram sofrimentos e dor para todos das famílias. Recentemente tenho visto pessoas jovens, com menos de cinqüenta, quarenta, t…

Visita à Fazenda Lageado II

Há algum tempo escrevi, neste blog, um texto falando da Fazenda Lageado. Não me lembro o que escrevi. Não vou ler, desta forma não serei influenciada pelo conteúdo dele, pois pretendo tecer outros comentários, pois cada visita é nova, traz novas imagens, novas pessoas, novos roteiros. Novidades na visita deste final de semana: algumas flores, muita gente caminhando, fazendo exercícios, visitando. Encontramos algumas pessoas de São Paulo e São José do Rio Preto, que vieram visitar a Fazenda, queriam também visitar o Museu do Café, mas infelizmente não puderam, pois aos domingos fica aberto das 12h às 17h. Uma destas pessoas trabalha com turismo em São José do Rio Preto, como conversamos, pois estávamos por ali tirando algumas fotos, acabamos dando informações sobre a cidade e o Museu. Um dos visitantes, de São Paulo, tentava falar de alguns lugares, mas não sabia os nomes. Acabei virando “monitora” do Museu, falei dos horários, do acervo da Fazenda, que fica na antiga casa sede, das exp…

O que é preciso para aprender a aprender?

Há alguns anos vimos ouvindo na Educação os pilares necessários para o cidadão do futuro. Para quem não os conhece: aprender a ser, aprender a fazer, aprender a conviver, aprender a aprender. Um deles em especial me interessa neste texto: aprender a aprender. Este pilar pretende que os jovens sejam educados a continuar aprendendo ao longo da vida, mesmo após a saída da Escola, seja ela de Educação Básica ou uma Universidade. Será que conseguiremos isto? Eu sou de uma geração, que nasceu durante a Ditadura Militar, foi fruto do ensino tradicional, onde o professor era o centro. Mas fomos formados como? O que se pretendia na época? Acredito que o que se objetivava naquela época, deva estar registrado em planos escolares antigos, cujos papéis amarelecidos, enrolados, arquivados em algum armário antigo, de alguma antiga escola, que preserva a História. Eu e meus irmãos mais velhos somos frutos desta época. Passamos por mudanças na Educação também. Meus irmãos mais velhos (dois deles) estudar…