domingo, 5 de abril de 2020

ATUALIZAÇÃO: A ARRECADAÇÃO CAIU. SERÁ?


Nunca fiz isto, de atualizar algo, após a postagem de uma matéria no blog, mas há alguns dias algo me chamou muito a atenção.
Fizemos a postagem sobre a arrecadação de impostos e para tanto usamos informações, até então, disponíveis no muito conhecido e popular Impostômetro.
Coincidência ou não, alguns dias depois da nossa postagem, voltei a acessar o Impostômetro, até porque há um banner dele neste blog, porque acredito, que o cidadão, todo ele, precisa ter conhecimento do quanto se arrecada no seu Estado, no seu município e no País, desta forma tenham, talvez, uma dimensão, do quanto PAGAMOS para o Governo, seja ele Federal, Estadual, Municipal, da quantidade ínfima de benefícios, que retornam ao cidadão. Me incluo aqui, nesta porcentagem, que tem muito pouco retorno, do muito que pago, descontado na minha folha de pagamento, e não é pouco, reduz meu salário, meu poder de compra, minha qualidade de vida! 
Voltando ao acesso ao Impostômetro, verifiquei que havia um aviso no site, dizendo que fariam uma "calibração" no mesmo, em face da dinâmica instituída no comércio como um todo, devido às mudanças ocorridas no Brasil, devido à pandemia do coronavirus, ou covid-19, que decretou o fechamento do comércio, deixando somente em funcionamento, com algumas restrições, aqueles considerados serviços essenciais, como os voltados ao mercado da alimentação.

Por alguns dias o banner existente, aqui neste site, ficou com mensagem de erro, ou seja, não abria, porque estavam, acredito, fazendo a calibração.
Logo que retornou o funcionamento, acessei o referido site e printei a tela, pois assim veremos o efeito da calibração, após esta nova dinâmica comercial provocada por esta mudança radical no nosso cotidiano pessoal, profissional e de consumo ocasionados pela pandemia. 

Por enquanto não sabemos até quando vai a pandemia e estas medidas restritivas e nem até quando o comércio e as grandes, pequenas e médias empresas vai conseguir se manter?
Algumas medidas já sabemos estão penalizando, mais uma vez, o trabalhador! Que ficará sem parte do seu salário, ou a maior parte dele, até mesmo sem ser consultado, como orienta e disciplina o texto da Medida Provisória do Governo Federal. 
Até quando a maioria das famílias, que têm como única fonte de renda o seu trabalho, as vezes o trabalho do pai ou da mãe ou da avó, vão conseguir se manter! 
Depois disto tudo, o que ocorrerá com o mercado do consumo de bens e serviços? 
O que vai mudar no comportamento humano, depois disto tudo? 

A solidariedade que, aparentemente, agora atinge todas as camadas sociais, vai continuar? Ou cada um voltará a se fechar nas suas quatro paredes, na frente da tela da sua TV, do seu tablet, do seu celular, esquecer, que precisamos uns dos outros? 

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Visão e tecnologia

Não viajo para o exterior. Não que não tenha vontade, mas com o que ganho, tenho que eleger prioridades, aliás coisa que fiz minha vida to...

Você também poderá gostar de...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...