Pular para o conteúdo principal

Você pretende abrir uma escola?


Se sua resposta à pergunta do título desta postagem foi sim, se você mora no Estado de São Paulo, aqui vão algumas orientações, pois talvez você seja “de fora” da Educação, ou mesmo atuando na Educação pode desconhecer as normais legais (de Lei), que tratam deste assunto.
Abaixo fonte da imagem*
Primeira coisa a fazer, antes de qualquer outra, é se dirigir ao Plantão da Supervisão de uma Diretoria de Ensino responsável pela região, onde você reside. Logo você entenderá o porquê disto!
Se pretende abrir uma escola somente de Educação Infantil, você se dirigirá à Secretaria Municipal de Educação da cidade onde reside ou onde pretende abrir a instituição, pois, neste caso, a competência para autorizar o funcionamento deste nível de ensino é da Prefeitura Municipal.
Se você pretende abrir uma escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental e/ou Ensino Médio a responsabilidade é do Estado, portanto deverá procurar uma Diretoria de Ensino responsável pela Região, onde será aberta a escola. No site da Secretaria de Estado da Educação há como localizá-las: www.educacao.sp.gov.br , clique em “Central de Atendimento” e em seguida em “Localize uma Diretoria de Ensino”. Nesta página você escolhe a Diretoria de Ensino e verá o endereço dela e as cidades ou bairros da área de abrangência e as escolas.
Dito isto, por que é importante comparecer ao plantão da Supervisão de Ensino? Um Supervisor de Ensino a(o) atenderá e orientará a respeito da legislação, que dispõe sobre autorização e funcionamento de escolas/cursos e dos prazos para dar entrada na documentação obrigatória e demais providências.
A legislação que trata de autorização e funcionamento de escolas e cursos mudou em 2016, desta forma os prazos estão bem definidos e a responsabilidade do mantenedor (proprietário da escola) também.
Um erro que certos mantenedores  cometem é, ao dar entrada na documentação, protocolam uma mínima parte dos documentos exigidos, achando que ganharão tempo!
Não caia nesta!
Isto só irá prejudicá-lo, pois há certos documentos exigidos, que dependem de outras instituições, que têm prazos e procedimentos para expedição dos mesmos. Pode ser que você terá dificuldades para consegui-los em tempo hábil.
Outra coisa... não pense que se autorizam escolas a funcionar de qualquer jeito, em qualquer lugar, sem as exigências legais (da Lei).
Se você é, ou será, o proprietário cuide você mesmo da documentação, que será protocolada, após informar-se no órgão competente. Se você não tem tempo para isto, procure na sua equipe uma pessoa competente e que seja ágil e organizada para cuidar deste processo, que definirá se sua instituição será aberta (autorizada) ou não.
Outra coisa... não abra e nem funcione a escola/curso sem a publicação da autorização, pois se isto ocorrer o órgão responsável poderá cassar a escola. A cassação também ocorre, quando a escola aberta funciona sem condições, sem obedecer às leis, que disciplinam o assunto.
Pelas regras atuais (legislação atual) se o curso (Educação Infantil, Ensino Fundamental ou Ensino Médio) foi autorizado e não começou a funcionar no prazo de dois anos, não poderá mais funcionar! Será considerado extinto!
Por que não vou elencar aqui a legislação?
Porque penso, que a visita ao plantão da Supervisão de Ensino é extremamente importante, pois lá, além de ter acesso à legislação, poderá sanar suas dúvidas em relação ao assunto.


*Fonte da imagem: https://www.contioutra.com/10-dicas-importantes-para-escolher-a-escola-onde-nossos-filhos-estudam/

#escola    #educação    #aberturaescola      #autorizaçãoescola    #aberturacurso    #autorizaçãocurso

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas sobre provas para eliminação de matérias e ENCCEJA E ENEM

Escrevi uma postagem com dicas para concurseiros de primeira viagem, mas analisando os atendimentos diários que faço no meu trabalho, pensei em escrever outro(s) texto(s) com dicas ou orientações sobre outros assuntos, pois mesmo com tanta informação disponível, as pessoas continuam sem conhecimentos básicos, que podem ajudá-las a resolver problemas simples do seu cotidiano, que vão desde onde procurar a informação, como também onde cobrar seus direitos.
Para começar esta série de textos, vou falar um pouco das provas para eliminação de matérias. As pessoas buscam muito este tipo de avaliação, na qual, desde que atinjam as médias, eliminam todo o ensino fundamental ou todo o ensino médio.
Para quem pretende eliminar o ensino fundamental - Ciclo II (antigo ginásio, 5ª a 8ª série, 6º ao 9º ano atualmente) poderá fazê-lo por meio do Encceja, que é uma avaliação de eliminação de matérias, ou seja, o candidato pode ir eliminando áreas (Linguagens e Códigos, Ciências da Natureza, Ciências Hum…

HISTÓRIA DE ANA ROSA

Você já ouviu a música sertaneja de Tião Carreiro e Carreirinho intitulada "Ana Rosa"? Se ouviu conhece a história dessa mulher. Se não ouviu, farei um resumo da história. Ana Rosa morava em Avaré, cidade próxima a Botucatu. Como muitas jovens de sua época casou-se cedo, pois havia se apaixonado por Francisco de Carvalho Bastos, mais conhecido como Chicuta, que era muito ciumento, por isso trazia a esposa sob constante vigilância. Homem dos idos de 1880, muito machista, começou a maltratar a mulher, tanto moral quanto fisicamente. Até que um dia a jovem esposa cansou de tanto sofrer, fugiu para Botucatu, refugiando-se em um cabaré de uma mulher chamada Fortunata Jesuína de Melo. Quando o marido chegou em casa e não encontrou a mulher, ficou cego de ciúmes, procurou-a por todos os lados, até que soube que ela havia fugido e para onde havia ido. Mais do que depressa ele se dirigiu para Botucatu, onde chegou e contratou José Antonio da Silva Costa, mais conhecido por Costinha, e He…

STAROUP: propagandas, história e futuro da marca

Você se lembra desta marca? Sabe de qual produto? Não?????!!!!!!
Pois bem... vou refrescar a memória daqueles que estão nos "enta", dos mais jovens que nunca ouviram esta palavra.
Quando eu era adolescente, o que não faz muito tempo, o jeans, que mais se ouvia falar, cujas propagandas eram inteligentíssimas, bem feitas, ainda por cima engajadas, eram da Staroup. 
Uma delas foi premiada internacionalmente, porque mostrava o engajamento dos jovens, que eram ousados, corajosos, lutavam contra o regime da época: a Ditadura Militar. 
Esta propaganda, famosíssima, ganhadora do Leão de Ouro em Cannes, foi pensada, pelo não menos famoso, Washington Olivetto, da Agência W. Brasil. Quer conhecê-la? Acesse e conheça!




Além deste premiado, há outros. Há o comercial abaixo, que mostra a então adolescente, Viviane Pasmanter, no papel da gordinha, que quer usar um jeans da Staroup e faz uma verdadeira maratona para conseguir alcançar seu objetivo. A qualidade do vídeo não é muito boa, porém vale…