Pular para o conteúdo principal

Como os governos enxergam os cidadãos?

Acabo de ouvir no jornal, que a gasolina terá um aumento de preço, de novo, de vinte centavos por litro. Justificativa: o governo federal precisa “acertar” suas contas.
Nós, contribuintes, diretos e indiretos já pagamos inúmeros impostos para quem? Para os governos Federal e Estadual.
Nós, funcionários públicos, já temos o imposto de renda descontado mês a mês de tudo que nós recebemos, sejam salários, 13º, férias, pagamentos de salários atrasados, vantagens atrasadas... não importa! Seja o que for a enorme bocarra deste Governo insaciável se abre a abocanha uma parte importante de nosso salário. O que fazemos? Vamos tentando viver com o que nos resta e nos equilibrar com o que sobra para não nos endividarmos.
O cidadão que não paga o imposto de renda, porque é isento, também paga impostos. Para saber quanto, por exemplo, ele pode verificar no extrato do pagamento da conta de supermercado, cupom fiscal, e ficará assustado e injuriado com os valores extorsivos, que cobram de cada produto, seja uma bala, um pacote de arroz, feijão, açúcar... itens da cesta básica! Básica, mas muito diminuída, pois os a carga pesada de impostos ocasionam uma diminuição no poder aquisitivo do indivíduo, que reúne seus tão desvalorizados reais e se dirige a qualquer supermercado para comprar os alimentos necessários à sobrevivência de sua família.
Mas por que o título deste texto?
A breve explanação acima é só para exemplificar quanto o Governo nos arranca diariamente!
Isto posto como o Governo, seja ele qual for, nos enxerga? Como aquela galinha dos ovos de ouro dos contos de fadas! Aquela que bota ovos sem parar! Somos vistos como números! Não como pessoas, cidadãos com DIREITOS expressos na Constituição Federal, somente meros pagantes de impostos. O que temos de retorno? Praticamente nada!
Veja ao seu redor! Quantas pessoas de sua família conseguem atendimento médico em hospital público com a qualidade e dignidade que merece? Quantas pessoas precisam pagar uma escola particular, pois a escola pública está carente de tudo? E a segurança? Basta verificar em sua cidade, grande ou pequena, tem o efetivo policial necessário para a cidade? Tem os insumos necessários para o bom funcionamento das viaturas policiais?
Por que os governos vivem enfiando a mão em nossos bolsos e cada vez aumentando ainda mais o tamanho desta mão?
Porque não administram o que arrecadam de forma eficiente! Porque não se planejam! Por que gastam cada vez mais, desta forma precisam inventar impostos, taxas, tarifas para cobrir os rombos!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas sobre provas para eliminação de matérias e ENCCEJA E ENEM

Escrevi uma postagem com dicas para concurseiros de primeira viagem, mas analisando os atendimentos diários que faço no meu trabalho, pensei em escrever outro(s) texto(s) com dicas ou orientações sobre outros assuntos, pois mesmo com tanta informação disponível, as pessoas continuam sem conhecimentos básicos, que podem ajudá-las a resolver problemas simples do seu cotidiano, que vão desde onde procurar a informação, como também onde cobrar seus direitos. Para começar esta série de textos, vou falar um pouco das provas para eliminação de matérias. As pessoas buscam muito este tipo de avaliação, na qual, desde que atinjam as médias, eliminam todo o ensino fundamental ou todo o ensino médio. Para quem pretende eliminar o ensino fundamental - Ciclo II (antigo ginásio, 5ª a 8ª série, 6º ao 9º ano atualmente) poderá fazê-lo por meio do Encceja, que é uma avaliação de eliminação de matérias, ou seja, o candidato pode ir eliminando áreas (Linguagens e Códigos, Ciências da Nat

HISTÓRIA DE ANA ROSA

Você já ouviu a música sertaneja de Tião Carreiro e Carreirinho intitulada "Ana Rosa"? Se ouviu conhece a história dessa mulher. Se não ouviu, farei um resumo da história. Ana Rosa morava em Avaré, cidade próxima a Botucatu. Como muitas jovens de sua época casou-se cedo, pois havia se apaixonado por Francisco de Carvalho Bastos, mais conhecido como Chicuta, que era muito ciumento, por isso trazia a esposa sob constante vigilância. Homem dos idos de 1880, muito machista, começou a maltratar a mulher, tanto moral quanto fisicamente. Até que um dia a jovem esposa cansou de tanto sofrer, fugiu para Botucatu, refugiando-se em um cabaré de uma mulher chamada Fortunata Jesuína de Melo. Quando o marido chegou em casa e não encontrou a mulher, ficou cego de ciúmes, procurou-a por todos os lados, até que soube que ela havia fugido e para onde havia ido. Mais do que depressa ele se dirigiu para Botucatu, onde chegou e contratou José Antonio da Silva Costa, mais conhecido por Costinha,

STAROUP: propagandas, história e futuro da marca

Você se lembra desta marca? Sabe de qual produto? Não?????!!!!!! Pois bem... vou refrescar a memória daqueles que estão nos "enta", dos mais jovens que nunca ouviram esta palavra. Quando eu era adolescente, o que não faz muito tempo, o jeans, que mais se ouvia falar, cujas propagandas eram inteligentíssimas, bem feitas, ainda por cima engajadas, eram da Staroup.  Uma delas foi premiada internacionalmente, porque mostrava o engajamento dos jovens, que eram ousados, corajosos, lutavam contra o regime da época: a Ditadura Militar.  Esta propaganda, famosíssima, ganhadora do Leão de Ouro em Cannes, foi pensada, pelo não menos famoso, Washington Olivetto, da Agência W. Brasil. Quer conhecê-la? Acesse e conheça! Além deste premiado, há outros. Há o comercial abaixo, que mostra a então adolescente, Viviane Pasmanter, no papel da gordinha, que quer usar um jeans da Staroup e faz uma verdadeira maratona para conseguir alcançar seu objetivo. A qualidade do vídeo não é muito bo