Pular para o conteúdo principal

Fim do mundo: lendas e poemas


Estamos às vésperas do “fim do mundo” previsto para 21/12/2012. Já se falou muito sobre o assunto, que é uma previsão do povo Maia, que, segundo alguns estudiosos, não prevê o fim do mundo, mas de um ciclo, etc, etc., por isto não vou entrar em mais detalhes, pois estamos sendo bombardeados por inúmeras informações a respeito, até mesmo uma minissérie global já utilizou este tema.
Mas existem outras situações parecidas? Na sua família tem alguma história sobre o assunto?
Na minha sim. Há muitos, muitos anos atrás, quando meus pais moravam em uma colônia da família, no interior do Paraná, cruzou os céus um ser inominável, desconhecido, misterioso. Este ser cruzou silenciosamente o vasto céu azul, deixando atrás de si somente um rastro longo e reto, que marcou os céus por longos minutos.
Este risco enorme, comprido, a perde de vista aterrorizou as mulheres da família, que lavavam roupas calmamente em um riacho que cortava a propriedade da família. Todas as mulheres olharam para o céu, o susto foi indescritível, logo cuidaram de correr para casa, chamar seus maridos na roça pois... o mundo iria acabar! Os sinais eram claros, estavam escritos no céu.
Esta não é a única história!
No final da década de noventa, em viagem de férias ao Paraná, em conversa com uma tia, soube de uma prima que estava meio abalada, porque circulava na região o boato de que o mundo iria acabar no ano 2000! Isto, segundo soube, era falado até em algumas igrejas da região.
Quais histórias existem sobre o fim do mundo na sua família? Converse com os mais velhos, pois, tenho certeza, que encontrará algumas.
Até mesmo os poetas utilizam o fim do mundo como pretexto para suas obras. Abaixo um poema de João Cabral de Melo Neto:

O Fim do Mundo

" No fim de um mundo melancólico
os homens lêem jornais.
Homens indiferentes a comer laranjas
que ardem como o sol.

Me deram uma maçã para lembrar
a morte. Sei que cidades telegrafam
pedindo querosene. O véu que olhei voar
caiu no deserto.

O poema final ninguém escreverá
desse mundo particular de doze horas.
Em vez de juízo final a mim me preocupa
o sonho final. "



Comentários

Rita Canselmi disse…
Também penso que nossa vida está repleta de ciclos, desde o dia&noite até o grande ciclo de mais de 140 mil anos da nossa galáxia, e cada povo se regula a um ciclo que percebe melhor...

Nós deixamos de perceber os ciclos da Natureza, nos prendemos ao ciclo do relógio que é implacável, pois não nos mostra as cores da flores e as luzes dos céus, assim como os vôos dos pássaros em cada ponto ao nosso redor e ao longe...

E os ciclos que estão além do alcance da percepção imediatista acaba se tornando algo fantástico e amedrontador...

Chegará um tempo em que a artificialidade da vida que levamos poderá nos dissociar da Natureza e até o amanhecer nos assustará?

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas sobre provas para eliminação de matérias e ENCCEJA E ENEM

Escrevi uma postagem com dicas para concurseiros de primeira viagem, mas analisando os atendimentos diários que faço no meu trabalho, pensei em escrever outro(s) texto(s) com dicas ou orientações sobre outros assuntos, pois mesmo com tanta informação disponível, as pessoas continuam sem conhecimentos básicos, que podem ajudá-las a resolver problemas simples do seu cotidiano, que vão desde onde procurar a informação, como também onde cobrar seus direitos.
Para começar esta série de textos, vou falar um pouco das provas para eliminação de matérias. As pessoas buscam muito este tipo de avaliação, na qual, desde que atinjam as médias, eliminam todo o ensino fundamental ou todo o ensino médio.
Para quem pretende eliminar o ensino fundamental - Ciclo II (antigo ginásio, 5ª a 8ª série, 6º ao 9º ano atualmente) poderá fazê-lo por meio do Encceja, que é uma avaliação de eliminação de matérias, ou seja, o candidato pode ir eliminando áreas (Linguagens e Códigos, Ciências da Natureza, Ciências Hum…

HISTÓRIA DE ANA ROSA

Você já ouviu a música sertaneja de Tião Carreiro e Carreirinho intitulada "Ana Rosa"? Se ouviu conhece a história dessa mulher. Se não ouviu, farei um resumo da história. Ana Rosa morava em Avaré, cidade próxima a Botucatu. Como muitas jovens de sua época casou-se cedo, pois havia se apaixonado por Francisco de Carvalho Bastos, mais conhecido como Chicuta, que era muito ciumento, por isso trazia a esposa sob constante vigilância. Homem dos idos de 1880, muito machista, começou a maltratar a mulher, tanto moral quanto fisicamente. Até que um dia a jovem esposa cansou de tanto sofrer, fugiu para Botucatu, refugiando-se em um cabaré de uma mulher chamada Fortunata Jesuína de Melo. Quando o marido chegou em casa e não encontrou a mulher, ficou cego de ciúmes, procurou-a por todos os lados, até que soube que ela havia fugido e para onde havia ido. Mais do que depressa ele se dirigiu para Botucatu, onde chegou e contratou José Antonio da Silva Costa, mais conhecido por Costinha, e He…

STAROUP: propagandas, história e futuro da marca

Você se lembra desta marca? Sabe de qual produto? Não?????!!!!!!
Pois bem... vou refrescar a memória daqueles que estão nos "enta", dos mais jovens que nunca ouviram esta palavra.
Quando eu era adolescente, o que não faz muito tempo, o jeans, que mais se ouvia falar, cujas propagandas eram inteligentíssimas, bem feitas, ainda por cima engajadas, eram da Staroup. 
Uma delas foi premiada internacionalmente, porque mostrava o engajamento dos jovens, que eram ousados, corajosos, lutavam contra o regime da época: a Ditadura Militar. 
Esta propaganda, famosíssima, ganhadora do Leão de Ouro em Cannes, foi pensada, pelo não menos famoso, Washington Olivetto, da Agência W. Brasil. Quer conhecê-la? Acesse e conheça!




Além deste premiado, há outros. Há o comercial abaixo, que mostra a então adolescente, Viviane Pasmanter, no papel da gordinha, que quer usar um jeans da Staroup e faz uma verdadeira maratona para conseguir alcançar seu objetivo. A qualidade do vídeo não é muito boa, porém vale…