Minhas impressões sobre o I Mobiliza São Manuel

Há cerca de um mês surgiu no Facebook uma divulgação de um evento cultural, que mobilizaria pessoas comuns em prol da cultura de São Manuel. Me inscrevi para atuar como voluntária registrando algumas imagens. Confesso que fiquei meio desconfiada, até achei que não fosse ocorrer... Mas estava enganada! Que bom!
Fomos nos comunicando por e-mail, recebendo informações das reuniões, bem como informações no blog e na página do Mobiliza no facebook.
Chegou o dia! Fui. Cheguei antes do horário e já vi a rua interditada pela PM. A praça ainda meio vazia, mas já havia ambulantes a postos para vender lanches, água, refrigerantes, sorvetes. Próximo ao coreto (maioria das praças das cidades do interior ainda tem o coreto) algumas pessoas “passando o som”. Instrumentos, mesa de som, equipe do mobiliza identificadas com camisetas. Alguns artistas e artesãos expondo seus materiais: charges, personagens de HQs, artesanatos em madeira e cerâmica, poemas ao vento...
O público foi chegando: homens, mulheres, crianças, idosos, skatistas, hippies... Enfim um público bem diversificado.
A primeira apresentação foi do grupo musical do Projeto Social Samba Vida, que atua no Bairro São Geraldo. Tocaram e cantaram músicas de Ataufo Alves, Cartola, entre outros. As vocalistas muito afinadas, muito jovens, muito comprometidas com a sua Arte. Foi maravilhoso! Talentos de São Manuel.
Pela praça expostas as charges de outra artista consagrada de São Manuel, a Sra. Marta Rosolino, que chegou cedo, montou seu varal, foi expondo carinhosamente cada uma de suas premiadas charges. Simpaticíssima atendia a todos, falava de seu trabalho com orgulho, mas como se estivesse batendo um papo na sala de sua casa, com intimidade.
As apresentações, que presenciei, foram muito interessantes. Uma cantora da região, que, emocionada, cantou em homenagem ao pai, depois declamou poemas de Carlos Drummond de Andrade e composições próprias.
Vi também as bailarinas de uma escola de Ballet da cidade, que bailaram pelo asfalto, como se estivessem em um palco de um grande teatro. Mostraram a beleza e a leveza do balé clássico e encantaram adultos e crianças.
Andei pela praça vi telas expostas no coreto, varais de HQs, um varal de poemas sendo montado. Este me impressionou muito. Fui até o varal, conversei com o rapaz e o senhor que faziam a montagem. Pensei que um deles fosse o autor dos textos que balançavam ao vento. Não. Não eram. O autor, um cadeirante, estava sob a sombra e assistia as apresentações. Me apresentei. Pedi para tirar uma foto. Ele aceitou, sorriu, quis ver a foto.
Quis mostrar cada um dos artistas e sua Arte. Não sei, infelizmente, o nome de todos, mas com este texto e com as fotografias, quero deixar aqui registrado o valor destas pessoas, que se uniram, se mobilizaram para mostrar a todos o que é que São Manuel tem.
Não poderia deixar de comentar, que para existir o Mobiliza, houve uma equipe que se envolveu, correu atrás de patrocínios, literalmente ficou correndo durante as apresentações, que são aqui representadas pelo Eduardo, que não só mobilizou pessoas, mas durante o evento estava trabalhando como apresentador, organizador, atendendo a todos que o procuravam.
Não fiquei até o final do I Mobiliza São Manuel, mas tenho certeza que foi um grande sucesso e que a cidade ficará aguardando o próximo!

A praça



















Os ensaios


















As apresentações











Exposições e seus criadores










O manifesto, organizador e equipe de apoio

 

 

 
 
















O público... tudo foi feito para ele!










Comentários

Valmir Ambrozin disse…
Fiquei emocionado com suas considerações sobre o Festival.
Estou entre aqueles que, inicialmente, pensaram a cultura são-manuelense e suas implicações na cidade e, depois de diversão reuniões e pequenos eventos, resolveu organizar o I Festival Mobiliza.
Nossa preocupação é, antes, conscientizar sobre a importância da cultura, como um alavancador da cidadania e de como a sociedade deve valorizar seus artistas.
Paira sempre a dúvida de como repercutiram nossas discussões e, por fim, o Festival sobre a população e suas impressões não podiam ter sido melhor recebidas para nosso estímulo e mesmo "feed back".
Obrigado!
fique sempre em contato!
Marta Rosolino disse…
Mary, muito carinhoso de sua parte seu comentário sobre os meus desenhos e minha pessoa. Eu também gostei muito desse contato caloroso com pessoas diversas, interessadas em trabalhos que normalmente não aparecem na mídia.
Marta Rosolino disse…
Mary, achei muito carinhoso seu comentário sobre o meu trabalho e minha pessoa. Gostei bastante dessa experiência, do contato com pessoas diversas, muito interessadas em trabalhos e atividades que não aparecem muito na mídia.
Eduardo Odassi Baroni disse…
Valeu Mary, pelas fotos e pelo texto, inspirador. Vamos manter contato. Abs
catléia disse…
Valmir, Marta e Eduardo, muito obrigada pelas palavras elogiosas ao texto. Fiquei feliz em poder participar deste movimento em prol da cultura de São Manuel, bem como de poder conhecer os artistas da cidade e da região.
Quando forem organizar o segundo, não esqueçam de mim.
Parabéns pelo Mobiliza!