Inclusão social pela metade


Você já assistiu TV com legenda? Não aquela legenda dos filmes, mas sim aquela voltada às pessoas com deficiência auditiva, o chamado “closed caption”.
A minha televisão tem este recurso, que é útil para quem está habituado com ele, tem fluência na leitura.
Dia destes assisti uma parte de uma novela, utilizando este recurso. Como a novela não era recente, percebi alguns problemas na neste recurso. Passei então a assistir alguns programas usando estas legendas. Percebi que houve um grande avanço, uma melhoria grande, pois atualmente as legendas correspondem exatamente à fala do personagem ou personagens.  Ainda por cima trazem os nomes dos personagens entre colchetes, como se fosse um texto teatral.  Não têm erros de digitação, nem de acentuação.
Pode parecer quase nada! Foram incluídas as interjeições, exprimindo sentimentos.
Tudo isto é muito positivo, porém para a pessoa surda, certas convenções nossas não fazem sentido, os verbos, por exemplo.
Mas deixemos isto de lado!
Você não acredita que houve uma evolução?
Vou dar um exemplo para ilustrar isto.
Li em uma legenda de uma novela de anos atrás, que está sendo reprisada, a seguinte frase “Você não enxerga um PALCO diante do nariz”.
Entre a palavra pau do ditado popular e um PALCO tem muitas, muitas tábuas de diferença!
Imaginem as pessoas que dependiam, para entender o jornal, a novela, o programa da tarde, de uma legenda e liam estes absurdos.
Será que as pessoas que dependem do “closed caption” têm as informações ou melhor será que tem acesso às informações?
Observe na sua TV, se ela dispõe de legenda, closed caption, ou seja lá qual o nome dado, se todos os programas têm a legenda.
Observei um pouco, vi que as novelas têm, outros como propagandas, chamadas do jornal não têm!
Existe inclusão social pela metade? 

Comentários