Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

Minhas metas para o ano que vem?

Atendendo a uma sugestão de um grande amigo, vou escrever este texto, tentando pensar em metas, ou mesmo coisas que pretendo fazer no próximo ano, assim ao final de 2011 retornarei a esta “proposta de intenções” para verificar o que realizei.


Então vamos primeiro fazer uma análise do que fiz em 2010.


- Renovei minha carteira de motorista, que estava vencida há 3 anos!


- Me acostumei um pouco mais a minha nova cidade.


- Aceitei um grande desafio profissional!


- Adiei o retorno às caminhadas ( que preguiça!)


- Adiei aquela arrumação do guarda-roupa...


- ... mas consegui me desapegar de algumas, que doei, outras ainda estou separando para doar.


- Doei um microondas usado à um rapaz humilde, coletor de recicláveis.


- Agora (na prorrogação) tomei vacinas atrasadas há anos... muitos anos.


- Aceitei o desafio de dar aulas para uma senhora, que tinha “traumas” quanto ao aprendizado da leitura e da escrita. Consegui ótimos avanços, avanços que a incentivaram, deixaram-na tão segura a ponto de aceitar o …

Andamento das obras da praça

Esta é a placa que apareceu na postagem anterior, indicando o valor da obra, o tamanho da futura praça. Aproveitei o domingo para passear e registrar o andamento das obras... Li em um jornal on line, que as obras estão demorando, porque durante o início das fundações foi encontrada água! Não é de se estranhar, pois a pouco metros da referida futura praça passa o Rio Lavapés, que neste trecho não é muito largo, nem caudaloso, assemelhando-se mais a um riacho, um riozinho.


Nesta foto, à esquerda, ainda se vê os prédios da antiga Garagem Municipal, que, segundo fontes, está sendo transferida aos poucos para outro local, porque aqui havia toda infra-estrutura necessária para o trabalho da Garagem, como também para os funcionários, como: lavador de carros, refeitório, banheiros, etc.






Aos poucos irei tirando mais fotos, que mostrarão a evolução da obra, o surgimento da Praça da Juventude. Se for como dizem os jornais, tiver tudo o que se fala, ficará ótima, mas vamos aguardar (e registrar) par…

Parque da Juventude

Desde o ano passado, se não me falha a memória, iniciou-se o Parque da Juventude, na Cohab I, em Botucatu. Digo iniciou-se porque foi quando foi aprovada a verba do Governo Federal para a construção desta praça, inclusive com a vinda do Ministro dos Esportes até a cidade para assinar os documentos junto com o Prefeito.
Onde vai ficar? O que já foi feito? Qual o croqui? Como ficará após a construção? Quanto tempo demorará?
Pretendo, com o tempo, ir respondendo a estas perguntas...
Vamos a algumas delas...
O Parque da Juventude se localizará no terreno onde ficava a Garagem Municipal, onde ainda funcionam alguns prédios desta. Nas proximidades existem vários prédios/instituições:
- a Polícia ambiental;
- o TG (ou Tiro de Guerra);
- a famosa capelinha de Anna Rosa;
- a ATFMP (acho que é isso) a Associação dos Funcionários da Prefeitura;
- um "parque infantil" com alguns brinquedos;
- um campinho de futebol.
O terreno citado, conforme mostra a foto abaixo do Google, já foi limpo…

Obsolescência nossa de cada dia

Há uns 15 ou 14 anos atrás eu comprava meu primeiro computador pessoal: o PC. Naquela época (olha que fala antiga!) ele vinha com imeeeeeensos 2gb de memória (HD), e uns30 Mb ( se me lembro bem...) de memória Ram. Como custava caro comprar umem uma loja de rua, regularizada, comprávamos computadores montados, ou seja, cujos componentes vinham separados, eram montados no Brasil. Em geral, alguém conhecia um amigo, do amigo, do amigo, que montava os computadores, que vinham com um monitor enorme, mais parecia um televisor, uma torre que tinha tão somente um leitor de disquete 31/2 ( você já viu um disquete?). Alguns anos se passaram, fomos mudando de PC, pois ano após ano foram ficando obsoletos, antigos, ultrapassados. Só para ter uma ideia meu atual PC, também antigo, tem 160 Gb, monitor tela plana, fino, visualização muito mais clara. Nem tem leitor de disquete, apenas de dvd. É muito antigo, porque existem coisas muito mais modernas. Mas o PC, composto de várias partes, evoluiu para o…

Dezembro. Que mês é este? Que nome é este?

Estamos no mês de dezembro. Mas você já parou para se perguntar porque este mês tem este nome? Vejamos: o ano tem doze meses, este mês, dezembro, é o décimo segundo. Explicou alguma coisa? E outubro? E novembro? 
Os mais atentos, muitos deles professores de Português, poderão estudar o radical da palavra, a raiz, a origem. Por exemplo, se usarmos como exemplo o mês de novembro, isolarmos o "mbro", o que sobra é o NOVE. E outubro? Não te lembra nada? Octo? Oito? Dezembro, o mês em questão, se analisarmos usando este raciocínio, teremos DEZembro, logo seria o décimo mês do ano. Mas por que o décimo se ele é o décimo segundo?
Para respondermos a esta questão teremos que voltar muito, muito tempo atrás na História. Rever a origem dos calendários, como cada um era organizado, quantos meses tinham, o porquê do nome de cada mês. Ficou curioso? Quer saber mais? Então vamos mergulhar nesta História!
Ao longo da História da Humanidade sempre houve um grande interesse em medir o tempo, co…

Informática e inclusão digital

Trabalhei muitos anos na Grande São Paulo. Vivi muitos anos lá também. Nos últimos anos vimos uma crescente utilização da Informática, a popularização dos computadores, da internet, ao acesso à web. Em geral, a maioria das pessoas de nossas relações, professores, diretores, coordenadores usando o PC para realizar atividades profissionais, para seu lazer, enfim se apropriaram destas tecnologias. Vimos também a facilidade do acesso, mesmo para quem não tem o computador em casa, nas lan louses espalhadas nos centros da cidade e nos bairros mais afastados. Nos shoppings há cartazes avisando a possibilidade de acesso à internet gratuitamente, bastando para isto portar um notebook ou um netbook (computador portátil de dimensões bem menores do que o notebook) com sistema wirelless (rede de internet sem fio). Saímos da Grande São Paulo, mudamos para uma cidade do interior, de médio porte, uma das maiores de sua região. Imaginávamos que aqui a informática e seus recursos também estivessem popula…