Mudanças... Organização e transporte: cuidados

Todos nós passamos por inúmeras mudanças em nossas vidas, dentre elas a mudança de casa. Com ela diversas preocupações: transporte dos móveis, casa em outra cidade/bairro, burocracia inerente a compra ou aluguel, por aí vai.
Também passei por isso algumas vezes, com cada uma delas aprendi algumas lições.
Na primeira mudança, de casa alugada para nossa primeira casa própria, o transporte foi feito por um amigo nosso, que levou, em duas viagens, os poucos móveis que tínhamos, como também livros, revistas, jornais, bagunças que guardamos vida afora.
Não preciso falar que nessa primeira mudança aconteceram alguns probleminhas com os móveis: alguns riscos, um vidro quebrado em um rack (na época era recém comprado), mesmo tendo sido tomados alguns cuidados.
Na segunda mudança de casa própria para casa alugada, por necessidade de transferência de local de trabalho, mais alguns probleminhas, desta vez menores. Tivemos o cuidado de chamar um caminhão de uma pequenina transportadora, cuja equipe, já há algum tempo no negócio, tinha experiência, tomaram todos os cuidados que se espera para não quebrar nada.
Tentamos uma transportadora de renome, mas após enviar uma previsão dos móveis a serem transportados, cujo questionário estava disponível no site da empresa, aguardei alguns dias, mas não obtive resposta.
Quais cuidados?
Na hora do transporte dos móveis da casa para o caminhão:
- giravam os móveis com todo cuidado para não bater nas paredes;
- se preciso o móvel era deitado para facilitar o transporte, descer escadas, corredores estreitos;
- o motorista, que também organizava os móveis no baú, entrou na casa, olhou tudo e orientou os carregadores quanto a quais móveis deveriam levar primeiro;
- sobre os móveis e entre eles foram colocados cobertores velhos para impedir possíveis riscos e quebras;
- móveis mais pesados, como a geladeira e máquina de lavar, foram amarrados.
Os cuidados que eu tive para embalar os utensílios domésticos... Como não tinha dinheiro para contratar uma empresa especializada no assunto, eu mesma fiz!
- utensílios de vidro e porcelana (copos, pratos, xícaras, travessas): embalei-os enroladinhos com bastante jornal, mas isso pode ser feito com plástico bolha (comprado por metro), porém isso iria encarecer muito!
- quadros com vidros: embalei com plástico bolha (bastante), pois não tinha muitas peças que precisassem desse cuidado.
- identifiquei todas as caixas com letras de forma, com detalhes para saber o que havia dentro;
- tive o cuidado além de identificar, colocar em cada caixa: cozinha, quarto, sala (bem grande, outra cor de pincel) para facilitar a localização e otimizar a organização, assim abriria primeiro as mais necessárias para os primeiros dias.
- lacrei bem as caixas, colocando na parte de cima uma etiqueta bem grande, que era recoberta com fita de embalagem, pois se acontecesse alguma abertura eu perceberia rapidamente!
- as caixas para a mudança: consegui-as no comércio, em lojas de calçados e supermercados; mas caso opte por essa solução, mais barata, precisa solicitar com antecedência e buscar na data marcada, pois caso contrário são doadas para reciclagem ou vendidas.
 Espero que essas dicas sejam úteis a você, leitor, que precisa se mudar com o máximo de cuidado e o mínimo de gastos!

Comentários