Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2008

Ver e Educar

Acabei de ler uma apresentação, das tantas que recebemos por e-mail diariamente, que trazia algumas frases do Rubem Alves.
Frases sobre crianças, professores, alunos, sobre aprender a ver.
Uma delas falava do assombro da criança, quando guiada pelo adulto, vai aprendendo a ver as coisas desse mundo, mais que ver vai aprendendo a representar essas coisas por meio das palavras.
Vendo essa apresentação muitos pensamentos me vieram à mente, como uma enxurrada de idéias, mas a mais marcante foi a visão de um dia na varanda com minha sobrinha, Gabriela, que agora tem quase três anos.
Uma tarde, eu e Gabriela, menor ainda e que quase não falava, mas já entendia, já sentia... Muito bem! Estávamos as duas na varanda, eu segurando-a no colo, em uma tarde preguiçosa, de um dia de verão, quando de repente começou a soprar um vento mais forte, muito gostoso. Quando falei pra ela: olha, sente o vento!!! Ela se curvou para a frente, como se fosse voar, abriu os bracinhos, fechou os olhos, e... sentiu aq…

Eleições e a Lei de Gérson

O segundo turno das eleições, diferente do primeiro, foi tranqüilo, pois minha rua ficou limpa, sem o monte de sujeira jogado pelo chão, sem o grande volume de pessoas fazendo boca de urna. No primeiro turno, a rua ficou repleta de contratados dos candidatos fazendo boca de urna, mesmo sendo proibida por lei, como é do conhecimento de todos, inclusive dos próprios candidatos. Essa balbúrdia finalmente acabou, quando a polícia passou e levou boa parte das pessoas, fazendo assim cumprir a lei.
Não tenho nada contra quem trabalha, pois as pessoas trabalham porque precisam, muitos são desempregadas ou então desempregadas há anos!
O que não concordo é com o fato de que os candidatos, que vão nos representar (em tese todos vão) fechem os olhos para a lei, mesmo sabendo que a proibição existe, contratam muitas e muitas pessoas para fazerem as tais bocas de urna, ou seja, aqueles que devem cumprir e fazer cumprir a lei, vão inclusive elaborá-las, são os primeiros a desobedecê-las.
E é aí que com…

Escola particular X qualidade

Fui participar de uma feira cultural escolar, como muitas outras feiras escolares, nas quais os alunos, orientados pelos professores, pesquisam determinados temas, no dia do evento os grupos dividem-se em salas e cada grupo explica aos visitantes o assunto pesquisado, além é claro, de montarem todo um cenário relativo a pesquisa, que serve como um atrativo a mais para os pais e visitantes.
Andei um pouco pela escola, particular, olhando-a com olhos atentos, críticos, afinal o que tem essa (e outras) escolas particulares, que atraem a classe média ou classe média baixa, se é que existe essa divisão.
No caso dessa escola um dos atrativos é a mensalidade, que não é das mais caras. Mas e o que mais? Em alguns casos, turmas reduzidas de alunos, o que no entanto vai mudando quando a escola começa a crescer, a angariar mais alunos.
Em muitos casos, há escola particulares que funcionam em prédios totalmente adaptados, que antes eram casas, sobrados, que vão sendo comprados, uns próximos aos out…