Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Práticas letradas e formação do leitor

Li em alguns autores, que falam sobre aquisição da leitura e do letramento, que as crianças muito antes de saberem ler, imitam os adultos em práticas letradas, ou seja, veem o adulto lendo um livro, folheando as páginas, passando-as lentamente uma após outra, lendo em voz alta, mostrando as figuras; após vivenciarem estas atitudes do adulto leitor, a criança passa a copiá-las, pois mesmo não sabendo ler a história presente naquelas páginas, age como se estivesse lendo realmente. 

Esta atitude da criança é belíssima de se observar. Ela demonstra que a criança que convive com adultos leitores, pai, mãe, avós, tios, professores, vivencia a leitura como algo normal, como um aprendizado normal, que permeia a vida de todos, isto faz uma grande diferença, porque, neste caso, ao entrar no ensino fundamental a criança já está bem encaminhada, já gosta de ouvir histórias, gosta de ler pequenos livros, vivencia a leitura como prazer, não como algo imposto, penoso.

Quando disse acima que é encantad…

Alunos portugueses têm péssimos resultados em avaliações

Li, ainda há pouco, um texto que comenta os resultados dos alunos dos 9ºs anos de Portugal, que segundo a matéria foram os piores resultados em Português e Matemática, em um universo de mais ou menos 98.000 alunos.



Um dos entrevistados a respeito dos resultados, membro do governo, ainda dizia que estava comemorando os resultados apresentados pelo alunado, pois segundo ele as avaliações aplicadas estão a cada ano mais difíceis.


Uma professora de Português defende o aumento das aulas desta matéria, porque utiliza-se muito tempo do nono ano para o estudo de Camões e Gil Vicente, das obras “Os Lusíadas” e “Auto da Barca do Inferno”.


Após a leitura da matéria fiquei curiosa e passei à leitura dos comentários dos leitores... Qual não foi a minha surpresa, pois ao ler os dois primeiros, estampavam a culpa por este resultado ruim em português: culpa dos brasileiros! Sim, culpa nossa! Explico... dizem que os professores ficaram muito preocupados em ensinar as regras do acordo ortográfico e não …